Psicologia do Esporte para quem?
Alexandre Roberto Moretti


Muitas vezes me per¬guntam: Psicologia do Esporte, o que é isso? É só para atleta de time grande, né? Entre outras dúvidas mais comuns ou confusões com ou¬tras áreas (motivador), explico: a Psicologia do Esporte é uma ciência que estuda os compor¬tamentos, emoções, sen¬timentos e pensamentos de pessoas envolvidas no contexto esportivo e/ou da atividade física. O contexto esportivo inclui todos os esportes possíveis (delimitados por regras institucio¬nalizadas visando competição) desde o jogo de damas até futebol, necessita de uma complexa habilidade motora e/ou intelectual. Atividades físicas são práticas físicas que visam outros fins, e não exclusivamente a competição; pode ser um esporte, uma prá¬tica de tempo livre, dança, academia, hobby, caminhada, enfim, todas as práticas que nos trazem mais qualidade de vida e manuten¬ção do bem-estar (condicionamento físico, controle do colesterol, pressão, estresse, depressão, aumento da disposição, melhora dos processos cognitivos, autoestima).
12. A Psicologia do Esporte atua nas seguintes áreas: Esporte de alto rendimento, com atletas amadores e profissionais, visando melhorar a performance e rendimento; Rea-bilitação: reabilitação de cardíacos, obesos, pessoas com dificuldades mentais ou com necessidades especiais e a reabilitação/ recuperação psicológica de lesões físicas (in¬cluindo-se, também, as empresas que investem no controle de estresse de seus funcionários em horário de trabalho); Pro¬jetos sociais, esporte como meio de educação e socialização de crian¬ças, jovens e adultos; Práticas de tempo livre, contribuindo para que o bem-estar e qualidade de vida sejam de fato al¬cançados; e, por último, uma tecnologia mais atual, Terapia através do esporte/atividade física, que visa uti¬lizar o esporte como elemento terapêutico, com o objetivo de tratar as enfermidades psicológicas básicas (depressão, ansiedade, estresse etc).
13. Diferenciando, a Psicologia do Esporte não é Psicologia Clínica no esporte, não é somen¬te realizar atendimentos clínicos com atletas, seus objetivos são diferentes. A população atendida não se limita somente aos atletas, e sim a todas as pessoas que praticam esporte ou atividade física em diferentes contextos.

Alexandre Roberto Moretti é psicólogo, especialista em Psicologia do Esporte e da Atividade Física e mestre em Psicologia Social – PUC/SP. É professor universitário e atende em consultório, quadras, campos, pistas etc.
Tels. 11-3964-8455 e 99824-6627;
psimoretti@ig.com.br