Produtos orgânicos: Mais saúde para você e para o ambiente

    Apreocupação com a qualidade de vida tem levado as pessoas a ficarem cada vez mais bem informadas e exigentes quanto à alimentação, buscando produtos mais saudáveis e naturais. “A divulgação do uso abusivo e irresponsável dos agrotóxicos tem levado à desconfiança e ao medo do consumo dos produtos convencionais, e essa preocupação é constatada pela procura crescente de produtos orgânicos, que já alcançam um peso significativo no setor agrícola de muitos países”, diz Adriana Ribeiro Guimarães De Luca, da Cio da Terra – Produtos Orgânicos (4522-1331). “No Brasil, desde 2000 o mercado de alimentos orgânicos cresce à razão de 50% ao ano e já representam 10% dos produtos alimentícios comercializados nas grandes lojas”, completa Luciana Moraes, também proprietária.

    Embora legumes, verduras e frutas sejam os alimentos mais consumidos, grãos, sucos, farinhas, iogurtes, molhos, óleos, mel, geléias e carnes podem também fazer parte do seu cardápio orgânico.

    “Além da ausência de resíduos tóxicos, os alimentos orgânicos têm outras importantes características: são mais nutritivos, tem melhor sabor e aromas naturais mais acentuados”, explica Adriana. No que se refere ao maior valor nutricional dos alimentos orgânicos, pesquisa realizada pela Universidade de Chicago comprovou que o alimento orgânico tem um teor mais alto de várias vitaminas e sais minerais e um nível extremamente inferior de metais pesados, em comparação ao alimento convencional, o que claramente mostra melhor qualidade para a saúde. “Por isso, o lema da Cio da Terra é ‘mais saúde e mais sabor’”, diz Adriana.

    Existia uma lenda de que o produto orgânico era mais caro e feio. Não é. O preço é competitivo e justo para o produtor e a aparência é ótima e às vezes até melhor, sem falar no sabor.

    AS DIFERENÇAS
    Você sabe realmente o que é um produto orgânico? “O verdadeiro alimento orgânico não é aquele que simplesmente se produz sem o uso de agrotóxicos, adubos minerais solúveis e produtos veterinários convencionais. Também não são aqueles alimentos processados que não usam aditivos e conservantes. As questões ambientais, econômicas e sociais estão intimamente ligadas na Agricultura Orgânica. Ela não provoca contaminação do solo, água, ar; preserva matas ciliares nos leitos dos rios e córregos, faz uso racional do solo e mantém flora e fauna silvestre”, explica Adriana.

    Como é economicamente viável, o agricultor orgânico, bem como sua família, tem hoje uma ótima qualidade de vida e consegue investir no seu negócio, na sua qualificação, melhorando sua produção e seu produto, acrescenta Luciana.

    E mais: não existe na Agricultura Orgânica criança em trabalho escravo. As crianças, filhos dos produtores e empregados (estes sempre registrados) estão na escola e brincando.

    Isso tudo é verificado pelo órgão que certifica o produto orgânico. Há inspeção na propriedade de 6 em 6 meses, durante a qual todos esses itens são verificados. Portanto, quando você for comprar um produto orgânico, verifique o selo da certificadora na etiqueta do produto.

    Os produtos Cio da Terra são certificados pela AAO CERT (Associação de Agricultura Orgânica), fundada em 1989 e com sede em São Paulo.